LAR CASTING

A ESPAÇO CÊNICO foi fundada pelo produtor e diretor teatral, Luiz Antônio Rocha, em 1986. Atua no mercado de produção cultural, cinema e TV há mais de 30 anos. A empresa produziu o elenco de centenas de comerciais nacionais e internacionais, filmes, novelas e minisséries. Recebeu alguns prêmios “Colunistas” de produção de elenco e dois prêmios “Mambembe” de melhor produção teatral. No audiovisual destacam-se: “Mandrake”, “O Brado Retumbante”, “Laços de Família”, “Mulheres Apaixonadas”, “Presença de Anita”, “A Lei e o Crime”, “Vidas Opostas”, “Seven years in Tibet” de Jean- Jacques Annaud, “Le Jaguar” de Francis Veber, “Anjos do Sol” de Rudi Langman e “A Mulher do meu amigo” de Domingos Oliveira, entre outros. Seus últimos trabalhos foram “ Velho Chico”, de Benedito Ruy Barbosa e “Dois Irmãos”, de Milton Hatoum - ambos com direção de Luiz Fernando Carvalho para a TV Globo. 

 

Na produção de talentos, a Espaço Cênico se solidificou e criou uma marca, mas é nas Artes Cênicas que a produtora tem colocado seu foco nos últimos anos e, principalmente, na formação de plateia.

ESPAÇO CÊNICO

É um segmento da Espaço Cênico com foco na direção de casting, cadastramento de atores, pesquisa de elenco para cinema, TV e teatro. As inicias do nome Luiz Antônio Rocha formam o nome deste segmento - LAR CASTING.

Começou sua carreira como ator em 1983 no teatro Tablado, no músical infantil "O Dragão Verde" com direção de Maria Clara Machado. Além de produtor e diretor teatral é um dos mais conceituados diretores de casting do mercado, segundo a revista Veja, sendo responsável pelo lançamento de diversos talentos. Formado em Cinema, foi assistente de direção de Murilo Salles, Carlos Manga, João Daniel, Ricardo Waddington, Alexandre Avancini entre outros. Dirigiu vários curtas e comerciais, destaque para o curta “Banheiro” escolhido pelo público como melhor curta pelo voto popular do Festival Mix Brasil da diversidade sexual. Foi membro do conselho da Michael Chekhov Brasil e, em 2012, fez parte do júri oficial do INTERNATIONAL EMMY AWARDS realizado em Nova York.

 

Em teatro, produziu os musicais infantis: "O menino maluquinho", de Ziraldo; "Uma Aventura no Outro Mundo", de Gilray Coutinho e "Um Peixe fora d`água, de Sura Berditchevisky, ganhando os prêmios de melhor produtor de teatro no Rio de Janeiro e São Paulo. Produziu e dirigiu: "Eu te darei o Céu", de Nanna de Castro e "Uma Loira na Lua", sucesso de público e crítica, considerado por Flávio Marinho no seu livro “Quem tem medo de besteirol” como um dos reiventores do gênero. Produziu, dirigiu, criou os cenários e figurinos do espetáculo "A História do Homem que ouve Mozart e da Moça do Lado que escuta o Homem", de Francis Ivanovich que participou das mostras oficiais dos Festivais de Curitiba e Porto Alegre de 2011. Dirigiu e escreveu "Frida Kahlo, a Deusa Tehuana"; e "Brimas", de Beth Zalcman e Simone Kalil, indicado ao prêmio Shell de melhor texto em 2015/2016.

LUIZ ANTÔNIO ROCHA

Text in english
Texto em português